sábado, 16 de julho de 2011

Minha linda dançarina de Tango


Procurei em muitos lugares algo que descrevesse essa linda noiva chamada Tatiane.
Mas, mais uma vez me encontrei em poemas. Um poema que explica o seu jeito, e o seu desejo que tem a todo momento de expressar o que sente pelo seu marido.

Tinto Tango (Paixão)


O momento é rubro
Como o tinto
da boca carmim.

O sangue ferve
Como o vinho
que desce queimando
[em desejos]

O tango aquece
Como o calor
de lábios ávidos
de vinho
de beijos
de amor.

O tango gira
A cabeça quente
O vinho ferve
A boca rubra...

O peito explode
O pensamento alcança
O amor se jorra
na taça tinta
do teu olhar...
o vinho
o beijo
o tango...

O momento é carmim
A taça é de sangue
O vinho é loucura
O tango é desejo.

A boca rubra
A taça gira
O amor loucura
O vinho excita.

Bebo-te louca
beijo-te tinto
Sorvo-te tango
Amo-te boca
Vejo-me rubro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário